O Quarteto voltou!

Por João Almeida

Desde meados de Junho do ano passado, mais precisamente no torneio de Wimbledon, foi a última vez que ocorreu a reunião do famoso “top four”, composto pelos principais tenistas da atualidade que geralmente são os protagonistas no cenário do tênis há algum tempo. São eles: o suíço Roger Federer, o espanhol Rafael Nadal, o sérvio Novak Djokovic e o britânico Andy Murray.

Nessa quinta-feira se iniciou o primeiro torneio da série ‘Masters 1000’, campeonato este de notável importância, apenas abaixo dos tradicionais ‘Grand Slam’. Com realização nos Estados Unidos, na cidade de Indian Wells (Califórnia), ocorrerá o tão esperado “reencontro” dos quatro, depois de longo tempo sem disputarem um torneio juntos. O motivo para esse afastamento ocorreu devido à séria lesão no joelho de Nadal, afastando-o por aproximadamente sete meses das quadras.

Com a ausência do espanhol durante esse período, o panorama no tênis continuou equilibradíssimo entre os outros três. Os principais torneios foram divididos entre eles: Wimbledon foi vencido por Federer; Murray ganhou a medalha de ouro nas Olimpíadas e faturou o US Open; e Djokovic conquistou o ATP Finals. Já no inicio de 2013, o próprio sérvio ganhou pela terceira vez consecutiva o Australian Open em cima de Murray, dando o troco após a final perdida nos Estados Unidos no ano passado.

Rafael-Nadal-Novak-Djokovic-Roger-Federer3

O Top Four. Da esquerda para direita: Djokovic, Federer, Nadal e Murray.

Embora ganhem títulos ou cheguem sempre nas finais, os momentos dos quatro são diferentes. Novak Djokovic, atual número um do mundo, parece ter voltado aos melhores dias, e demonstra ser o jogador imbatível que era há dois anos. Federer, parece cansado, não atua com a mesma intensidade que o colocou por 302 semanas no topo do ranking, e diverge entre momentos brilhantes e outros não tanto, aparentando ser uma incógnita atualmente. O britânico Murray foi o que mais cresceu. Principalmente após ter faturado seu primeiro major, evidencia-se uma melhora grande em seu jogo, em específico a parte psicológica, fundamental para qualquer tenista; seu único problema é que tem esbarrado em Djokovic nos últimos torneios, mas deixando a sensação que pode batê-lo a qualquer confronto.

Nadal, após um longo período de ausência, perdendo assim vários torneios importantes, retornou no mês de Fevereiro deste ano para um ‘tour’ pela América, no piso que mais gosta: o saibro. Há de se relevar também que o saibro beneficia seu joelho, evitando muitas dores no local da lesão. De três torneios, conquistou dois – um deles em São Paulo – e foi vice no outro. Destaca-se sua melhora nesses torneios pela América, pois era nítida sua incapacidade física (além da falta de ritmo de jogo) nos dois primeiros que disputou, mas no terceiro, em Acapulco no México, aparentou uma melhora significativa em seu condicionamento, passando por cima de qualquer adversário que encontrasse, tanto que derrotou com extrema facilidade seu amigo/compatriota David Ferrer (nº4 do ranking) por sonoros 6/0 e 6/2 em uma hora de jogo.

Antes que alguém conteste, o “top four” descrito no inicio do texto não se encontra pelo ranking, mas pela dinastia imposta pelos quatro que “reinam” no tênis há mais de quatro anos. No ranking isso obviamente se encontrava também, contudo, com a lesão de Nadal e sua perda drástica de pontos, ele decaiu e hoje se encontra como quinto melhor ranqueado. Indian Wells tem tudo para ser empolgante com a volta dos quatro juntos, porque não se sabe quando tempo teremos o privilégio de vê-los reunidos sempre. São torneios como esses que merecem uma atenção maior. Vale acompanhar!

Meu palpite para o campeão: Djokovic.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s